Por que é tão importante a transição?

15:01


Venho com uma proposta diferente, voltado a algo mais pessoal e íntimo, e pensei que uma das coisas mais intimas possíveis, é o nosso cabelo. Como falar de transição sem usar os termos convencionais? Como abordar esse assunto de uma forma mais natural e leve? Foram as minhas considerações antes de escrever sobre isso.

Por ser uma experiência pessoal e diferente para cada pessoa eu vou tentar fazer um apanhado geral de o por quê é tão importante passar pela transição, segundo a minha experiência.



Acredito que todas começamos a transição com ideias e motivos diferentes, mas com o mesmo objetivo: Voltar a ter o cabelo natural. Entretanto quando comecei a minha transição não foi intencional, na verdade eu não tinha nenhum tipo de conhecimento sobre esse assunto e a ficha finalmente caiu quando comecei a assistir videos de cacheadas que na época não eram tão famosas.

Desde desse tempo eu venho pensado e refletido bastante sobre meu passado e motivos que me levaram a fazer a progressiva. "Lembro que eu queria desesperadamente ser aceita pelas pessoas e via meu cabelo como um empecilho, algo que não combinava comigo, algo que me deixava triste e me fazia sentir isolada. Quando penso em tudo isso agora eu vejo o quão opressor é a opinião alheia e como isso afeta a vida de crianças e adolescentes".

Não tenho vergonha de admitir que não me arrependo de ter usado química no meu cabelo. Tive muitos momentos bons, inesquecíveis e únicos nesse período. Acho que isso que é importante, apesar de todos os motivos que me levaram a alisar o cabelo e não ter sido uma decisão unicamente minha, eu não me arrependo e não se sinta envergonhada ou mal por ter vivido uma época boa com o cabelo alisado.

Estou a 1 ano e 6 meses em transição e esse período me permitiu chegar a conclusão que: 
Há um tempo para cada fase na vida, e eu sinto que o cabelo alisado não combina mais comigo e não me corresponde mais e agora sei que essa decisão é minha, independente de ter apoio ou não. Sei que minha real identidade vai me permitir ter novas experiências e conquistas.

Se você está pensando em entrar na transição meu conselho é: 
Foco, força, fé e paciência, porque você vai precisar. Não pense que é necessário estar preparada para passar por esse processo, até porque eu não estava quando comecei.

Não, não é fácil. Haverá dias que você vai pensar em desistir, você vai chorar por causa das duas texturas, vai olhar no espelho e se sentir feia, vai ouvir comentários maldosos (acho que é a melhor época para saber quem realmente gosta de você, mesmo que não entenda o que está sentindo ou passando, quem se importa contigo vai estar do seu lado sempre), você vai pensar em fazer chapinha, escova e até mega hair para se sentir melhor (o que não recomendo), e outras situações que te fará pensar se tudo isso realmente vale a pena.

Pondere, esse período costuma ser bem difícil para todos. Se o seu foco for todo para a preocupação de que o cabelo está "crescendo devagar", acredite isso vai te consumir e a probabilidade de uma das situações citadas acima acontecer é bem maior. O que tenho feito é focar minha atenção para outros aspectos da minha vida.

Se você está em transição por um curto ou um longo período: 
Provavelmente você já passou por alguma situação acima e está firme, forte e paciente na transição. Um conselho muito válido, não só para mim, é: Não se apegar a texturas "alheias", eu acompanho várias youtubers com diferentes tipos de cachos que acho super lindo e acredito que muitas de vocês acompanham também. Entretanto lembre sempre que, nenhum cabelo é igual a outro, apesar de semelhantes, o seu cacho não é igual ao cacho de outra pessoa.

Não se frustrem após o big chop porque seu cabelo tem uma textura x que você achou que era parecida com a textura y, mas queria que fosse a textura z. Eu tenho em mente que me arrepender de ter o cabelo natural não é uma opção. Pode parecer arrogante ou qualquer outra coisa, mas é algo em que eu acredito e que me faz continuar a transição.

Para todas as mulheres e situações o importante é pensar que: Você não está sozinha. Seja em casa, com os amigos ou pela internet. Ser cacheada "virou" algo tão revolucionário que hoje temos uma base melhor, com informações e referências por toda a parte do mundo.

Admiro muito quem passou pela transição e está feliz com o seu cabelo. Isso motiva, incentiva e tem uma repercussão de grande escala.

O propósito da transição é a auto descoberta, reflexão, ponderamento, identidade, aceitação e liberdade de expressão. Algo que marca, te muda, te transforma e que te faz amadurecer. No final compensa tudo que você passou, ouviu, sentiu porque isso tudo ficou no passado e de certa forma te permitiu ter uma visão completamente diferente em relação a vida, as pessoas e si mesma.

Matérias relacionadas:

- Transição
- Texturização
- Big Chop
- Scab Hair
- Transição: Confira algumas dicas
- Crescimento do cabelo cacheado/crespo
- Dicas para o crescimento capilar
- Atualização da minha transição
- 12 dicas para o cabelo natural
- Sem neura com o crescimento capilar
- Maus hábitos que danificam o cabelo
- Atualização da minha transição

Não sei se me expressei bem, mas espero que tenham lido e entendido meu ponto de vista sobre esse assunto. Compartilhe esse texto com uma amiga que também está na transição ou pensa em fazer, pode ajudar de alguma forma.

Como sempre, obrigado pelo carinho e atenção. Fique a vontade para me seguir nas redes sociais e dar dicas e sugestões para futuros posts.

Confira também

15 comentários

Último video

#aromadecachos